Select Page

O que é a Medicina Integrativa?

Esta associação – Sociedade Médica de Medicina Integrativa – preconiza a seguinte definição de Medicina Integrativa:

1. Segundo a declaração Médica de Stuggart de 2016

“A (…) Medicina integrativa significa uma integração da biomedicina convencional com a medicina tradicional e complementar. Todas as abordagens terapêuticas e disciplinas de saúde apropriadas são usadas para obter um melhor estado de saúde para o paciente, enquanto se reconhece e respeita a contribuição única de vários sistemas médicos. A saúde e a medicina integrativas afirmam a importância da relação profissional de saúde-paciente, a participação activa dos pacientes neste processo e enfatizam a colaboração interprofissional, de sistemas de redes e de equipas multidisciplinares”

(ref.: Academy of Integrative Health Medicine. International Congress for Integrative Health & Medicine. In Stuttgart Integrative Health & Medicine Declaration; 2016)

O que é a Medicina Integrativa?

Esta associação – Sociedade Médica de Medicina Integrativa – preconiza a seguinte definição de Medicina Integrativa:

1. Segundo a declaração Médica de Stuggart de 2016

“A (…) Medicina integrativa significa uma integração da biomedicina convencional com a medicina tradicional e complementar. Todas as abordagens terapêuticas e disciplinas de saúde apropriadas são usadas para obter um melhor estado de saúde para o paciente, enquanto se reconhece e respeita a contribuição única de vários sistemas médicos. A saúde e a medicina integrativas afirmam a importância da relação profissional de saúde-paciente, a participação activa dos pacientes neste processo e enfatizam a colaboração interprofissional, de sistemas de redes e de equipas multidisciplinares”

(ref.: Academy of Integrative Health Medicine. International Congress for Integrative Health & Medicine. In Stuttgart Integrative Health & Medicine Declaration; 2016)

2. Segundo o consórcio americano para a Saúde e Medicina Integrativa,

que integra 70 Instituições Académicas Médicas Norte-Americanas desde 1999, a “medicina integrativa reafirma a importância da relação entre profissional e paciente, focalizando a pessoa como um todo”

(ref.: Academic Consortium for Integrative Medicine and Health. [Online]. [cited 2019 February 9]); .

 

2. Segundo o consórcio americano para a Saúde e Medicina Integrativa,

que integra 70 Instituições Académicas Médicas Norte-Americanas desde 1999, a “medicina integrativa reafirma a importância da relação entre profissional e paciente, focalizando a pessoa como um todo”

(ref.: Academic Consortium for Integrative Medicine and Health. [Online]. [cited 2019 February 9]); .

3. Segundo Weil et al.:

 Os Princípios Definitivos da Medicina Integrativa são:

N

Paciente e praticante são parceiros no processo de cura;

N

Mente, espírito e comunidade;

Todos os fatores que influenciam a saúde, bem-estar e doença são levados em consideração, incluindo mente, espírito e comunidade, bem como o corpo;

N

Métodos convencionais e alternativos;

O uso apropriado de métodos convencionais e alternativos facilita a resposta de cura inata do corpo;

N

Intervenções eficazes, naturais e menos invasivas,

Estas devem ser usadas sempre que possível;

N

Medicina Convencional e Complementar;

A medicina integrativa não rejeita a medicina convencional nem aceita terapias alternativas sem crítica;

N

O bom “remédio” é baseado em boa ciência;

É orientado pela investigação e aberto a novos paradigmas;

N

Promoção de saúde e prevenção de doenças;

Juntamente com o conceito de tratamento, os conceitos mais amplos de promoção da saúde e prevenção de doenças são primordiais;

N

Auto-exploração e auto-desenvolvimento;

Praticantes da medicina integrativa devem exemplificar seus princípios e comprometer-se com a auto-exploração e o auto-desenvolvimento;

A Medicina Integrativa pode ser entendida como a “combinação” da medicina convencional com a medicina complementar, com base em evidências científicas e com a finalidade de oferecer maior variedade de opções terapêuticas aos pacientes.

A Medicina Integrativa pode ser entendida como a “combinação” da medicina convencional com a medicina complementar, com base em evidências científicas e com a finalidade de oferecer maior variedade de opções terapêuticas aos pacientes.

Medicina Integrativa no Mundo

Fizemos uma “pequena” selecção da situação da Medicina Integrativa no Mundo, em relação aos itens discriminados abaixo.

Existem 52 sociedades médicas de Medicina Integrativa em todo o Mundo (de que tenhamos conhecimento); existindo Medicina Integrativa como especialidade médica nos USA e em alguns hospitais publicos já há departamentos de Medicina Integrativa, por exemplo, em Londres.

Medicina Integrativa no Mundo

Fizemos uma “pequena” selecção da situação da Medicina Integrativa no Mundo, em relação aos itens discriminados abaixo.

Existem 52 sociedades médicas de Medicina Integrativa em todo o Mundo (de que tenhamos conhecimento); existindo Medicina Integrativa como especialidade médica nos USA e em alguns hospitais publicos já há departamentos de Medicina Integrativa, por exemplo, em Londres.

Conheça mais sobre a Medicina Integrativa

Mande-nos mensagem com as suas questões.

14 + 4 =